quarta-feira, 19 de maio de 2010

O homem que confundiu sua mulher com um chapéu

O homem que confundiu sua mulher com um chapéu - Oliver Sacks
223 páginas - Picador.
Gênero - informativo.

Por que leu este livro?
Indicação de um amigo que também estuda Psciologia.

O livro é sobre...
São várias histórias dos mais diversos problemas cerebrais (de partes do cérebro que muita gente nem imagina que existem!) contadas do ponto de vista do neurologista britânico, Oliver Sacks.

O que achou mais interessante?
Apesar de ser um tema pesado, Sacks faz o livro ficar leve com seu jeito de escrever. A maneira como o autor descreve os 'casos clínicos', os faz mais interessantes e atraentes até para quem não tem conhecimento prévio nenhum do assunto. O caso mais interessante na minha opinião é o capitulo "Cupid's disease" (Algo como: A doença do cupido), que conta a história de Natasha K. uma senhora que tinha acabado de completar 88 anos e começa a se sentir mais energética e jovem devido a uma neurosifilis contraída muitos anos antes, porém nunca manifestada até então.

Pontos fracos?
Infelizmente, boa parte do livro ainda é maciçamente teórica, o que para mim dificultou um pouco a leitura. Nessas partes parecia até que estava de volta ao segundo semestre da faculdade, estudando aqueles capitulos intermináveis de neurofisiologia.

Para quem indica?
Para quem se interessa por Psicologia, Fisiologia, Mente e Cérebro!

Nota?
Nota 7, só não deu mais pela parte maciçamente teórica.

10 comentários:

Pedrita disse...

eu tenho muita vontade de ler esse livro. beijos, pedrita

Bia Mendonça disse...

o livro é muito bom, mas tem que se interessar pelo assunto. Caso contrário, não aguenta chegar nem na 3a história!
Adorei participar mais uma vez!

bjos

andreia inoue disse...

primeira vez que ouco falar desse livro,achei interessante a resenha,mais a parte onde vc diz que eh macante,me desmotivou,
prentendo um dia ler,mais vai ser daqui a uns meses.
beijaoo.

Beta disse...

Olá!!!
To chegando para informar que o Mix agora é .com!!!
Todo o conteúdo do Mix para você, com mais comodidade e profissionalismo!!!

Mude seu link ok?
www.mixculturainformacaoearte.com

Roberta Seabra disse...

Eu me interessaria em ler este livro já de cara só pelo seu nome.

Bjos

Georgia disse...

Bia, nao sei se teria paciência em ler um livro assim. O único no gênero que li e gostei foi Quando Nietzche chorou. O livro foi bom do comeco ao fim porque o autor fez muitas estórias em redor de todo um pensamento.

É nesse gênero?
Acho que nao.

Mas valeu a dica para quem gosta deste tipo de assunto e aqui temos mesmo que colocar nossas opinioes.

Obrigada

Um beijao

Bia Mendonça disse...

Ge, nao eh assim nao. Esse livro eh realmente mais teorico. Ele eh dividido em historias, contando casos clinicos, mas nao tem umas historia que envolve o livro. Sacks apenas relata os casos e fala de sua experiencia sobre este.

Quando Nietzche chorou, eh completamente diferente! Ele tem uma historia fantasiosa que cruza com fatos reais e pessoas que existiram.

bjos

Mylla Galvão disse...

Meninas, Bom dia!
O livro é sobre um gato independente que se acha o tal...
Estou participando?
O gato se parece com uma pessoa com quem eu convivo o tempo todo!
Vou procurar para ler!

bjo

Janaina Amado disse...

Georgia, eu acho que você e todos os leitores darui simplesmente vão AMAR este livro. Este e todos os do Oliver Sacks, um autor capaz de falar de dramas humanos de uma forma extremamente comovente. "Um Estranho no Ninho", aquele filme com Jack Nicolson, foi baseado num livro do Sacks.

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Eu confesso que fiquei com muita vontade de ler este livro mais pela capa e pelo título, amei!!! De verdade. Mas desanimei quando li o post da Bia... Acho que vou ficar só admirando a capa e o título mesmo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...