domingo, 13 de dezembro de 2009

AS BENEVOLENTES

As Benevolentes - Jonathan Littell

905 páginas - Alfaguara

Gênero: romance

Por que leu este livro?

Li ótimas críticas e o autor ganhou com esse livro, o Prêmio da Academia Francesa e o Goncourt de 2006. E também porque adoro história e tudo o que é ligado à Segunda Guerra.

Pontos Fracos?

Extenso demais, parágrafos enormes, palavras em alemão sem tradução. É um livro para quem realmente gosta de ler, mas precisa ter estômago forte, pois algumas descrições são fortíssimas.

O que achou de interessante?

Apesar de ter muitos defeitos, na minha opinião o livro é uma tese muito bem construída sobre a maldade humana, e nos leva a questionar até que ponto um ser humano normal, quando em situações limite, pode se tornar um assassino.

Levanta também questões muito importantes sobre a noção de culpa, ou não, perante barbáries que o homem cometeu e vem cometendo através da história.

Para quem recomenda?

Como já disse, para quem gosta muito de ler, sem se importar com o número de páginas, se interessa pelo tema e tem estômago forte.

Nota?

8

www.cafecomglorinha.blogspot.com

7 comentários:

Mi Müller disse...

Achei que faltou falar mais sobre do que trata a história, é difícil nos situarmos com tão poucos elementos.
estrelinhas coloridas...

Cris França disse...

os livros fortes sempre nos desafiam mais, e so pra constar adoro a Glorinha!

Barbie Girl disse...

Bom dia,
Estou participando de um projeto de generosidade, criado pela Kátia do Colcha e hoje dei início a postagem sobre o tema, veja se ficou legal e participe também!!

http://cantinhodabarbiegirl.blogspot.com/2009/12/feliz-olhar-novo-projeto-generosidade.html

beijos e uma bela semana!

Café com Bolo disse...

Bem, eu não quis entrar muito nos pormenores da estória, justamente pra instigar as pessoas a lerem, e uma resenha não conta a estória do livro...é um resumo resumido do que trata o livro...mas aqui vão mais alguns elementos...Max Aue é um ex oficial SS e é ele quem conta a estória...ele sobreviveu e não foi a julgamento porque fugiu, então ele conta sobre as batalhas das quais participou, Stalingrado, Leningrado, Varsóvia e as barbaridades perpetradas em nome de uma causa, no caso o nazismo e eliminação de todos os considerados inimigos ou sub raças (judeus, ciganos, debéis mentais, portadores de deficiências físicas, poloneses, etc).Ele é homossexual, porém se casa com uma mulher e no meio dessa estória toda, ainda há o amor incestuoso dele e da irmã gêmea...
Se eu contar mais perderia a graça...já dei até deixas demais que talvez tenham tirado um pouco do mistério do livro.
Espero que agora, alguém se anime a lê-lo.Se tiver coragem, pois as descrições da guerra, são realmente ´chocantes...mas eu recomendo!Embora, tenha me impressionado muito, por não ser um livro fácil, fácil no sentido de auto análise, pois muito mais que as cenas chocantes o que mais choca é a constatação, como eu disse, do mal que há em cada um de nós...
Beijos a todos!

Fernanda disse...

amei o blog,linkado voltarei aqui sempree amo ler=)

Pedrita disse...

tenho muita vontade de ler esse livro. beijos, pedrita

Georgia disse...

Glorinha, nao ouvi falar do livro. Mas olha, palavras em alemao sem traducao, que chato. pois alemao é uma lingua difícil e nao dá mesmo para se ter ideia do significado. Nao gosto muito do assunto sobre a segunda guerra, acho que esse assunto já foi muito explorado, prá mim ficou cansativo.

Valeu a dica por aqui, obrigada.

Um abraco

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...