quarta-feira, 22 de junho de 2011

Minha vida como traidora - Zarah Ghahramani

Por que leu este livro?
Nem sei dizer, só sei que alguém me emprestou o livro e li.

O livro é sobre...
Zarah Ghahramani é filha de pais liberais de classe média, ela cresceu em um subúrbio de Teerã e foi criada para acreditar que a educação não era um privilégio dos homens; por isso foi encorajada a ler ampla e ambiciosamente.

Fascinada por Arash, estudante e ativista político líder de protestos, Zarah ingressa num movimento político estudantil, mas o sonho de liberdade logo se transforma em pesadelo ela é presa e enviada à penitenciária mais notória de Teerã: Evin. Neste livro, Zarah Ghahramani conta a história de sua aterrorizante tribulação e descreve como a dolorosa experiência a transformou em uma mulher corajosa e determinada. Uma autobiografia poderosa e lindamente escrita sobre a vida em um regime opressor.

Pontos que mais gostou? 
Que ela ingressa num movimento político estudantil pensando em ajudar, mas infelizmente as coisas nao sairam como ela desejava e o que era um desejo de libertacao acabou sendo um pesadelo, uma tortura para ela que foi presa e enviada à penitencia´ria mais famosa no Teera, a Evin. 

Ela vive agora numa cela sem janelas, totalmente fechada. A história dessa mulher deve ser lida.

Para quem indica?
Para todos que gostam de um bom livro. 

Nota?
10.

3 comentários:

Mônica disse...

O tema deste livro é perfeito. Acho que vou gostar muito, pois me sinto atraída por histórias de mulheres do sistema islâmico. Só para ter raiva, mas gosto de ler, pode? kkk
Bju

Kézia Lôbo disse...

Nossa que diferente... otima dica!

Enaldo disse...

Legal, autobiografias são muito interessantes, e a literatura iraniana está com a corda toda.

Recomendo-lhe o livro da somali Ayaan Hirsi Ali, "Infiel", se ainda não o conhece.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...