sexta-feira, 17 de junho de 2011

Desafio Literário

Camila  conta como seu pai a influenciou de maneira extraordinária, levando-a tomar gosto pela leitura.

Como ele sabiamente a introduziu neste mundo das letras. Vale a pena conferir. Seu blog se chama: Camila de Pedra.

Existe um livro que você leria e releria várias vezes?
O único livro que li inteiro mais de uma vez foi a "Autobiografia de um Yogue" escrito por Yogananda. Li novamente principalmente livros de crônicas, que você pode escolher uma ou outra que já leu anos antes e reler como se fosse a primeira vez. Livros de Clarice Lispector, Machado de Assis, Ligia Fagundes Telles.

Existe um livro que você começou a ler, parou, recomeçou, mas nunca conseguiu ler até o final?
Uma porção. Para confessar o que ninguém conta: todos do Saramago. Não consigo. "O Evangelho..." parei bem no comecinho. Porque eram várias só com a descrição de um homem atravessando a rua. "A Menina que roubava livros", desses best-sellers recomendados por revista (roubada) li uma ou duas páginas.

Se pudesse escolher um livro para ler para o resto da sua vida, qual seria?
Ah, eu já escolhi. O do Yogananda. Além de gostar muito de biografias. Esse livro tem ensinamentos para o resto da vida, é muito bem escrito.

Que livro você gostaria de ter lido, mas que, por algum motivo, nunca leu?
Muitos. Ainda bem. Assim tem ainda montes de livros para eu ler. Quero ler o livro da nossa amiga blogueira Glorinha de Lion e da Lunna Guedes.

Qual livro que você leu cuja "cena final" você jamais conseguiu esquecer?
"O Fim da Infância" ficção científica de Arthur Clark tem uma cena final linda, metafórica e muito condizente com os tempos que estamos vivendo. Taí um livro que vale a pena ler de cabo a rabo. E até ler duas vezes.

Você tinha o hábito de ler quando criança? Qual tipo de leitura?
E como tinha. Meu pai fez para mim uma assinatura numa livraria, e eu ia lá e pagava o que queria. Isso é um privilégio não é? Hoje não faria o mesmo com meus filhos. Estaria arriscando a minha pequena a levar canetinhas, brinquedos, trash books.

Jamais fui chegada a Monteiro Lobato. Lia ficção científica desde cedo. Acho que li todos de Aldous Huxley. Adorava ler os livros de Agatha Christie! Sei lá quantos li. Também lia livros de cronicas de autores brasileiros, esses meu pai indicava para mim. Até Drummond tem lindas crônicas, nao é só poesia não.

No começo da adolescência já estava lendo Simone de Beauvoir. Um dia desses peguei um volume velho que era do meu pai e nunca devolvi de "Todos os Homens são Mortais" Que eu li aos 13 anos. Fiquei emocionada com minhas inúmeras anotações. Fui uma adolescente "papo cabeça".

Qual o livro que você achou chato, mas ainda assim o leu até o final?
Mesmo quando é chato, a gente vai pulando e lendo só o que interessa. Mas romance que eu tenha feito isso, o mais recente foi "Travessuras da Menina Má". Achei chato, mal escrito, incoerente.

Alguns dos seus livros favoritos
Nossa, sou eclética. Gosto de: O diário de Anne Frank, Cem dias entre o céu e o mar, Persuasão, Bonjour Tristesse.

Qual livro você está lendo no momento?
O menino de Massangana - de Sônia Sales (é a biografia de Joaquim Nabuco. Imperdível, o homem era o maximo, grande abolicionista. E é meio obrigaçao sabermos um pouco da historia do Brasil.)

Um certo verão na Sicília - de Marilena de Blasi, a mesma que escreveu "Mil Dias na Toscana"

À sombra desta Mangueira - comecei ontem - do grande Educador Paulo Freire.

3 comentários:

Mônica disse...

Puxa quanta coisa boa!!!
Desses livros que a Camila já li Cem dias entre o céu e o Mar e Persuasão. e também nunca consegui terminar o Evangélico de Saramago, tem que ter muito sangue frio, kkk
Beijos

Mariaflo disse...

Camila, que dicas estupendas as tuas.

Cantinho She disse...

Adorei as respostas! ;)
Bjbj
She

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...