quinta-feira, 15 de abril de 2010

Dia 15 - Nosso dia sem lei! Deixamos um homem invadir nossa praia!

Cartas do diabo ao seu aprendiz
134 págs - Vozes
Traducao - Mateus Soares de Azevedo
Gênero -Cristianismo
Por que resolveu ler este livro?
Na vedade nunca tinha ouvido falar neste autor. Li na época em que ainda se cogitava a possibilidade da filmagem do livro Senhor dos anéis de J.J.Tolkein a quem C.S. Lewis dedica o trabalho. Mesmo entre o povo evangélico poucos pronunciavam seu nome a não ser os poucos pastores que se aprofundavam em seus estudos. Os comentários restringiam-se a grupos pequenos de aficcionados muito mais por literatura fantástica e ficção do que mensagens edificantes por detrás dos escritos deste ex-ateu professor deliteratura medieval e renascentista.
O livro é sobre...
Apesar deste título, quem se aventurar vai ver uma leitura de um ponto de vista inusitado. Um neófito no início de seus trabalhos recebe as orientações de seu tio nada flexível. O autor nos mostra, de forma muito bem elaborada, que o mal anda em derredor e que muitas vezes não é precisonem muita aplicação, da parte dos demônios, para que uma confusão sejadeflagrada. Ao mesmo tempo retira completamente de cena a possibilidade da inexistência desses seres pervertidos (caídos). Acentua o caráter limitador da ação desses mesmos seres.
O que achou mais interessante?
Fácil leitura abordando assuntos profundos. Outro aspecto que me chamou atenção foi justamente o ponto de vista no qual o autor se coloca. É uma espécie de apresentação negativa da realidade, ou seja, C.S.Lewis fala dagraça de Deus como empecilho para os avanços do reino das trevas apartir doolhar de um demônio que se vê as voltas com as limitações que lhe são impostas. Trabalho gênial.
Pontos fracos?
Não consigo identificar pontos fracos neste trabalho.
Para quem indica?
Indico para todos que, de alguma forma, já acreditam que o "mistério" não foi feito para ser questionado. Os sistemas filosóficos construídos apartir do séc XVII foram destituíndo, aos poucos, a presença de Deus entre nós até chegarmos ao puro antropocentrismo. Esse livro, me parece, ser para aqueles que creêm simplesmente!
Nota?
Nota 10.

Celso do blog Posteridade

E para quem vive em Paris, estamos convidando que nos enviem um email, pois o nosso encontro em maio será nesta linda cidade. Entao leitoras que vivem em Paris ou perto de Paris nos enviem um email para: elasestaolendo@gmail.com

8 comentários:

Nanda disse...

Hum, parece bem interessante!
Lembrar de enviar uma resenha para vcs, acho esse blog, uma delícia!
Beijinhos.

Sonhos & melodias disse...

Interessante Celso. Gosto desse tema e já ouvi falar desse autor. Anotadíssimo!
Bjs

Miguel S. G. Chammas disse...

Uauuuuuuuuuuuuu
Assim ue me restabelecerda cirurgia da Catarata vou ler olivro.

Celso Ramos disse...

Errata:
O texto postado em meu blog foi escrito no dia 04.03.10...dois dias anntes da catastrofe que abateu Rio e Niterói!

Celso Ramos disse...

04.04.2010

Cíntia Mara disse...

Tenho muita vontade de ler esse livro, já vi algumas das cartas, são bem interessantes. Lewis foi um gênio do cristianismo!
Beijos

Jota Sena disse...

Olá Celso!

Vou procurar por este livro, pois somente em ler o descreves sobre ele, aguçou minha curiosidade.

Abraços.

Rodrigo Quaresma disse...

Muito curioso, caro mestre, tudo que tange a espiritualidade e aos seus diversos caminhos, é do meu interesse.

Abraço fraterno!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...