sexta-feira, 6 de novembro de 2009

MUSEU

Museu - Véronique Roy
378 páginas - Bertrand Brasil
Gênero: Romance

Por que leu esse livro?
Vi esse livro por acaso em uma livraria. A capa e o titulo me chamaram muito a atenção. Li a orelha e resolvi comprar.

O livro é sobre ...
Ciência, filosofia e religião. O tripé que rege uma série de questões e dúvidas da Humanidade, sendo muitas vezes motivo de polêmica. O autor trabalhou no Museu Nacional de História Natural de Paris e narra os conflitos entre a ciência e a religião tendo o local como cenário.
O livro é um thriller que mistura de intriga policial e conhecimento científico. Criacionismo x evolucionismo
Segundo Véronique Roy, “o debate entre criacionistas e evolucionistas é um fato na sociedade norte-americana.
Pontos fracos?
O livro possui longas descrições científicas que não ficaram muito claras. Ficou um pouco cansativo.
O que achou mais interessante ?
Conhecer os bastidores do Museu Nacional, os vários setores. Entretanto, pela descrição da autora, aquilo parecia uma zona total com documentos jogados por tudo o que é lado.
Para quem recomenda?
Esse é um livro policial mas só recomendaria mesmo se a pessoa não tivesse mais nada para ler. Achei fraco e confuso.
Qual a nota?
6

12 comentários:

Pedrita disse...

oi querida, vc por aqui, acabo de comentar lá no seu blog. eu gosto de capas tb e essa é realmente intrigante. fiquei curiosa pra ler. obrigada pela indicação. beijos, pedrita

Ana Maria disse...

Não conhecia. Gostei da entrevista e dos comentários!

Silvana Nunes .'. disse...

Navegando sem ruma com a intenção de divulgar o meu blog, cheguei até você e gostei do que vi, tanto que pretendo voltar mais vezes. No momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da tela do computador está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar cuidado. Em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
Eu como professora e pesquisadora acredito num mundo melhor através do exercício da leitura e enauqnto eu existir, vou lutar para que os meus ideiais não se percam.
Se gostar da minha proposta, siga-me.
Por hoje fico por aqui, Espero nos tornarmos bons amigos.
Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre.
Saudações Florestais !

JM disse...

Parabéns pelo excelente blog que aqui tens!! Já sou seguidora.
Bjs***

Visita o meu:
http://favouritereadings.blogspot.com

Maria Lúcia disse...

Oi
Quando eu venho aqui
fico vontade de ler
tudo o que vejo.
As vezes não sabemos
o que é bom ou não.
É só dar um olhada
aqui nesse blog
que tem tudo de bom
Beijos...
Lúcia

Mi Müller disse...

Interessante este contraponto entre criacionistas e evolucionistas. Ótima resenha, gosto da sinceridade em não exaltar um livro mediano!
estrelinhas coloridas...

Carol disse...

Oieee. Td bem? Passando pra dizer que tem uma enquête lá no meu blog. Passa la pra responder e deixa um comentário pra eu saber qual foi a resposta que vc escolheu tah? ^^ Bjusss.

Georgia disse...

Ev, sensacional a sua dica; quando li no seu blog sobre este livro nao resisti e te pedi imediatamente uma resenha para o nosso blog.

Obrigada

Luma Rosa disse...

Confuso e fraco, concordo. Sabendo que Veronique Roy trabalhou durante anos no Museu Nacional de História Natural de Paris, o romance policial, certamente foi ambientado ali, justo pela facilidade de, estar no lugar do crime. Esse romance policial foi sucesso na França, na mesma época do lançamento dO código Da Vinci, tendo maior aceitação que o próprio código e é o único romance citado na bibliografia sobre evolução do Centro Nacional de Pesquisas da França. Mas então, se esse romance foi sucesso na França, foi por ser, 'a seu modo' nacionalista e para nós, de outra raça, que não estamos ligados aos valores franceses, pouco será compreensível, a começar pela tentativa de explicações sobre um meteoro eclodido na terra antes mesmo da existência humana. Beijus,

Sonia H. disse...

Elvira,
Eu também muitas vezes compro um livro pela capa e pela orelha. E nem sempre gosto do enredo ao terminá-lo.
Beijos,

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Não é meu tipo de leitura...

Beijos

Meire disse...

Bo dica Elvi!

Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...